RSS Feed!
SISTEMA DE CONSULTA DE HORÁRIOS DE PASSAGENS

SISTEMA DE CONSULTA EXCLUSIVO PETRÓPOLIS X RIO DE JANEIRO

.

Única e Fácil não entrarão no túnel de 5 km da Nova Subida da Serra de Petrópolis

A empresa de ônibus Única/Fácil reafirmou ontem, durante uma reunião Extraordinária da Frente Pró-Petrópolis (FPP), que não vai utilizar o túnel de 5 quilômetros da nova subida da serra, que está sendo construído pela Concer. O motivo, segundo o engenheiro da empresa, Luiz Vinhaes Assumpção, é por ser mais confortável para o passageiro que a empresa continue fazendo o mesmo trajeto, que é feito atualmente, sem interferir na rotina da população. Ao todo, 72 coletivos da Única/Fácil sobem e descem todos os dias, transportando, em média, 4 mil petropolitanos. 
Durante a reunião, Luiz afirmou que no último encontro, entre a empresa e a Concer, algumas mudanças no projeto original da nova pista de subida da serra foram anunciadas, como a manutenção das duas entradas: Bingen e Quitandinha. Além disso, o engenheiro também revelou que serão criados dois pedágios (o atual e mais um), de forma que, tanto quem trafegue pela nova subida quanto pela antiga (que irá se tornar uma estrada parque) pague a tarifa. A ideia é que os preços sejam diferenciados. Segundo o engenheiro, o projeto atual atende Petrópolis em todos os detalhes. Para Philippe Guédon, coordenador da FPP, esta notícia elimina a preocupação a respeito da possível sobrecarga que seria gerada na Rua Bingen, com o trânsito da nova pista sendo descarregado na localidade. “O que percebemos e que não sabíamos é que houve alterações profundas e sadias”, disse. 


Já sobre a questão da segurança dentro do túnel, o engenheiro da Única declarou que, no país, a legislação não proíbe transporte de cargas perigosas em túneis e esta é uma grande preocupação. “Quem garante que um caminhão-tanque não vai explodir lá dentro?”, questionou, acrescentando que, no projeto de segurança, feito por um italiano, constam aparatos como ventilação, saídas de emergência e inovação no plano de contingência. “O túnel é um elemento extremamente perigoso, que pode ser construído da forma mais correta e mesmo assim registrar acidentes”, observou. 

Um dos motivos de preocupação do engenheiro é porque, atualmente, na pista de subida da serra, os carros da Única já sofrem com a falta de segurança. “Por mês trocamos de 6 a 10 para-brisas que são quebrados por pedradas. Já tivemos passageiro e motorista feridos por causa desta situação”, declarou. 

Luiz também relembrou que, onde está sendo construído o túnel, existe um aquífero raro de 1,5 bilhão de anos e que não há um mapeamento adequado sobre ele. “É preocupante porque não sabemos onde é que vão furar e existe um alto risco de contaminação daquela água. É preciso mitigar os impactos e criar soluções duradouras”, reforçou. 

Luiz também criticou a fiscalização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que, na opinião dele, é inexistente para as edificações em estradas. 

Por sua vez, Guédon ressaltou a ausência do governo municipal frente a estas questões que afetarão profundamente a cidade. “O poder executivo não vai às audiências, não representa a população e não se interessa pelos impactos que serão gerados para a cidade com a nova pista de subida da serra”, salientou.  

Única/Fácil defende BRTs e integração total em Petrópolis

Durante a reunião, Luiz Vinhaes defendeu a criação de BRTs para a cidade. BRTs, sigla que significa Transporte Rápido por Ônibus, são transportes articulados que trafegam em corredores exclusivos e funcionam como uma alternativa de viagem mais rápida para os usuários. Na opinião dele, a BRT criaria um corredor entre os Terminais do Centro e de Itaipava com a Rodoviária do Bingen. Além disso, interligaria também o Quitandinha com o Bingen. “Seria uma forma de agilizar as viagens. Mas, para isso, é importante conscientizar a população a deixar o carro em casa. Atualmente, Petrópolis tem cerca de 155 mil veículos licenciados e é preciso pensar a cidade de outra forma”, disse, sugerindo também como soluções para melhora da mobilidade urbana a alteração nos horários de entrada e saída de escolas, do comércio e dos bancos.

As informações acima são de Aline Rickly, da Tribuna de Petrópolis.

Quais horários da linha Petrópolis X Castelo são via Rodoviária Novo Rio?

Saiba os horários da linha Petrópolis X Castelo que passam pela Rodoviária Novo Rio; os horários com este itinerário estão marcados abaixo com a cor vermelha, enquanto os horários que não entram na Rodoviária Novo Rio estão na cor preta. (Foto: Tallison Fernandes)

SAÍDAS DE PETRÓPOLIS SAÍDAS DO CASTELO
SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA A SEXTA-FEIRA SÁBADO DOMINGO E FERIADO SEGUNDA-FEIRA A QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA SÁBADO, DOMINGO E FERIADO
05:00 05:05 06:15 - 07:10 07:10 -
05:25 05:30 07:40
08:30 08:30
05:45 05:50

09:50 09:50
06:00 06:10

11:00 11:00
06:12 06:15

11:30 11:30
06:15 06:25

12:00 12:00
06:24 06:40

12:30 12:30
06:30 06:50

13:00 13:00
06:36 07:00

13:30 13:30
06:48 07:10

14:00 14:00
07:00 07:25

14:30 14:30
07:15 07:40

15:00 15:00
07:30 08:00

15:35 15:35
07:45 08:20

16:05 16:05
08:00 08:45

16:30 16:25
08:20 09:15

16:50 16:45
08:40 09:50

17:10 17:00
09:00 10:30

17:30 17:15
09:25 11:30

17:45 17:30
09:50 12:30

18:00 17:45
10:30 13:30

18:15 18:00
11:30 14:40

18:30 18:15
12:30 16:00

18:45 18:30
13:30 17:20

19:05 18:45
14:40 18:45

19:25 19:00
16:00


19:50 19:20
17:20


20:25 19:40
18:45


21:10 20:05





20:35





21:10

Única fazendo a linha Rio de Janeiro X Lavras


Nesta foto de acervo é possível ver um cartão de Natal da Única quando a mesma atuou durante a década de 1970 operando a linha entre o Rio de Janeiro e a cidade mineira de Lavras.

Única já teve ônibus totalmente leito, conheça o 4030

Atualmente, todos os veículos da Única e da Fácil são convencionais, mas a Única já teve este leito, de número 4030. Veja a foto abaixo.

Você se recorda da antiga pintura da Fácil?

Publicamos abaixo uma foto da Fácil em 2006 com sua antiga pintura:

Nova pintura, moderna e dinâmica:

Nova pintura em um Marcopolo Paradiso 1200 G7:

Apartamentos no lugar de garagem da Única e Fácil?

Um misterioso projeto de um empreendimento imobiliário no terreno onde funciona a garagem de ônibus da Única/Fácil circula pela internet e chama a atenção de ambientalistas pela grandiosidade e, principalmente, por se tratar de um imóvel tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Arquitetônico e Cultural (Inepac). O projeto prevê a construção – no terreno de 22 mil metros quadrados – de cinco blocos de apartamentos com quatro andares cada, além da cobertura; área de lazer com piscina, jardins e estacionamento. O projeto manteve preservada a fachada do imóvel, que é tombado. De acordo com o desenho, a entrada do condomínio será pela lateral, preservando assim os dois galpões que dão acesso à garagem.
O autor do projeto é desconhecido. Ninguém sabe quem o idealizou, nem quem o solicitou. Nem mesmo o gerente administrativo da Única/Fácil, José Antônio Peixoto, sabia do projeto. Ele demonstrou surpresa ao tomar conhecimento do fato. “Não faço a menor ideia de quem o projetou. Estou até curioso em conhecer o empreendimento. Quem sabe, até compro um apartamento pra mim”, brincou. José Antônio contou que há três anos a Prefeitura demonstrou interesse em desapropriar o local para construir um shopping e um terminal de ônibus, mas, de acordo com ele, a ideia não foi pra frente.

José Antônio confirmou que há um interesse da empresa em transferir a garagem para um local mais próximo do Terminal Rodoviário Leonel Brizola, no Bingen, mas garantiu que o atual terreno não está a venda. “Procuramos áreas próximas à rodoviária e não encontramos nenhuma que atendesse às nossas necessidades, mas em nenhum momento colocamos nosso imóvel à venda e nem solicitamos a criação de projetos imobiliários”, ressaltou.

Para a presidente da Ama-Centro Histórico, Miriam Born, a implantação do projeto trará prejuízos para a cidade e questiona que não há infra-estrutura no Centro para comportar um empreendimento deste porte. “É preciso abortar esse tipo de projeto. Não podemos deixar que a especulação imobiliária traga prejuízos para a cidade”, enfatizou. Miriam também citou a implantação do projeto em frente ao prédio da Cervejaria Bohemia, local que está sendo revitalizado e abrigará o Museu da Cerveja. “Não faz sentido um empreendimento imobiliário deste tipo em frente a um imóvel que está sendo todo recuperado. É preciso tomar cuidar e ficar alerta com esses projetos. O Centro Histórico não comporta esse tipo de empreendimento”, salientou.

O prédio da Única, localizado na Rua Alfredo Pachá, abrigou por vários anos a garagem dos bondes que circulavam pela cidade. No seu interior ainda estão preservados os trilhos por onde eles passavam e nos dois galpões que compõem a fachada do imóvel as características originais da construção estão conservadas.

As informações acima são da Tribuna de Petrópolis.

A pedido de usuários, Única modifica novamente horários da linha Petrópolis X Barra da Tijuca

Foto: reprodução/ZAP
A empresa Única, em atendimento à reivindicação dos usuários da linha Petrópolis - Barra da Tijuca, alterou, mais uma vez, os horários dessa linha.

Reajuste nas tarifas de linhas interestaduais

As tarifas das linhas interestaduais da Única sofreram reajuste na última sexta-feira, 27 de junho de 2014.
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou, nesta sexta-feira (27), o reajuste de 4,792% nas tarifas de ônibus interestaduais e internacionais. O aumento vale a partir de 1º de julho.

Conforme a resolução 4.351 da ANTT, publicada na edição desta sexta-feira (27) do "Diário Oficial da União", o reajuste não vale para o transporte rodoviário interestadual e internacional semiurbano (ou seja, que não é de longa distância)  de passageiros, "que será determinado em ato específico", diz a agência.

A ANTT divulgou os novos valores, listando os coeficientes tarifários (CT) em R$ por passageiro, que devem ser multiplicados pelos quilômetros percorridos. Por exemplo, para o transporte interestadual com serviço convencional (com sanitário), com pavimento tipo I (há vários tipos, como pavimentado, implantado ou leito natural), o coeficiente atual é de 0,141516.

Para se chegar ao valor da passagem, por passageiro, deve-se multiplicar a distância da linha pelo valor constante na tabela, levando-se em consideração o tipo de pavimento e o tipo de serviço. Após esse cálculo, a agência explica que devem ser adicionados, ainda, a tarifa de embarque específica do terminal, o ICMS estadual incidente sobre a tarifa e o rateio do pedágio, quando houver, por passageiro. (Fonte G1)

Novos horários da linha Petrópolis X Castelo

As empresas Única e Fácil além de modificarem os horários de partidas da linha Petrópolis - Castelo, no sentido Petrópolis, aumentaram o tempo da viagem para 45 min entre o Terminal Garagem Menezes Côrtes e a Rodoviária Novo Rio nos novos horários que saem do Castelo para Petrópolis via Rodoviária Novo Rio.

Você sabia que os ônibus das linhas Petrópolis X Castelo e Itaipava X Castelo são diferentes?


Os carros da Única e Fácil que operam as linhas Petrópolis - Castelo e Itaipava - Castelo possuem o equipamento de ar condicionado no bagageiro. Isso ocorre para estes veículos caberem dentro do Terminal Garagem Menezes Cortes. Por isso, é bastante comum vermos um adesivo com os dizeres "este carro não entra no Castelo" no parabrisa daqueles veículos mais altos e que não possuem o ar condicionado no bagageiro.